BANCO DO CAFÉ / 1927-1932

O Banco do Café teve uma curta existência (1927-1932).
Esta cédula, apesar da grande semelhança com o dinheiro utilizado naquela época, trata-se na verdade de letras hipotecárias com valores de 100$000 e 500$000 réis. Essas letras não foram utilizadas de fato. Dois catálogos que trazem informações sobre estas letras, são o Catálogo J. Vinicius de Cédulas do Brasil de 1982 e o de Violo Ídolo Lissa – Catálogo do Papel Moeda do Brasil de 1987. As informações constantes nestes catálogos são breves e praticamente se restringem as informações contidas na própria letra.

 

Descrição das letras:
São mencionados dois artigos legais, o Decreto nº 169-A, de 19 de fevereiro de 1890 e o Decreto nº 370, de 2 de maio de 1890, respectivamente a Lei Hipotecária e a sua regulamentação.


A descrição da letra de 100 mil-réis é a seguinte:
Anverso: verde-azulado sobre sépia, em calcografia e litografia. No centro, figura de duas mulheres – Alegoria da Paz e da Liberdade. Reverso: sépia, em litografia. Impressão: ABNCo. (American Bank Note Company – Nova York). Quantidade: cerca de 400.000 (em consideração às séries). foram feitas quatro séries, cada série com 100.000 peças que totalizou as 400.000 peças mencionadas anteriormente.

 

Acervo MFHN

100.000 MIL RÉIS

100.000 MIL RÉIS - CÉDULA DO BANCO DO CAFÉ